quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Modelo 3C de Colaboração

O Modelo 3C de Colaboração analisa a colaboração em três dimensões: comunicação, coordenação e cooperação. A comunicação é caracterizada pela troca de mensagens, pela argumentação e pela negociação entre pessoas; a coordenação é caracterizada pelo gerenciamento de pessoas, atividades e recursos; e a cooperação é caracterizada pela atuação conjunta no espaço compartilhado para a produção de objetos ou informações. 
O Modelo 3C surgiu do paper seminal de Ellis et al. (1991). Nesse artigo, os autores classificaram os sistemas colaborativos segundo as seguintes categorias: comunicação, coordenação e cooperação. Após isso, vários autores passaram a olhar o suporte à colaboração a partir desses 3 eixos. Vale notar que no modelo original, Ellis chamou o trabalho em grupo de cooperação e a operação conjunta em um espaço compartilhado de colaboração. No livro, foi usado o termo “colaboração” para expressar a união da comunicação, coordenação e cooperação, enquanto esse último representa a atuação conjunta no espaço compartilhado.

 

 

 

 

 

 

 






COMUNICAÇÃO

  • Ação de trocar mensagens para que haja entendimento comum das ideias discutidas.
  • Troca de ideias e negociação -> tomada de decisão e compromissos.

COORDENAÇÃO 

  • Organizar-se. Para o atendimento dos compromissos gerados pela Comunicação é necessário que haja Coordenação do trabalho.
  • As tarefas atribuídas aos participantes são realizadas na ordem e no tempo previstos e de acordo com os objetivos e restrições determinados.
  • Sem Coordenação boa parte do esforço de Comunicação é perdido.

COOPERAÇÃO

  • Produção conjunta dos membros do grupo no espaço compartilhado afim de que as atividades possam ser realizadas.
  • Ao cooperarem, os participantes do grupo produzem, modificam e utilizam de maneira compartilhada um conjunto de informações e artefatos reais ou virtuais.
No Modelo 3C, esquematizado na Figura abaixo, a separação em dimensões foca nos aspectos relevantes para a análise da colaboração, entretanto, os Cs se inter-relacionam para que a colaboração ocorra.

O modelo acima representa as definições e um exemplo de interligação entre os Cs.

Os sistemas colaborativos são posicionados em um espaço triangular, conforme a figura acima, cujos vértices são as dimensões da colaboração. Dividindo o espaço triangular em três seções, obtém-se a classificação dos sistemas colaborativos em função do Modelo 3C. O posicionamento de cada sistema decorre do grau de suporte a cada um dos Cs. Ainda que o objetivo principal de um sistema seja dar suporte a um determinado C, também é preciso dar suporte para os outros dois Cs.

ANÁLISE DOS ELEMENTOS 3C DE UM SISTEMA



























Esta figura ilustra a análise a partir dos 3Cs. Em um bate-papo, os participantes se comunicam digitando sua mensagem no espaço inferior do sistema. O espaço compartilhado que se forma a partir da interação entre os participantes é a área onde as mensagens ficam registradas. Para se coordenar, normalmente é oferecida a informação de awareness que está mostrada a direita da figura: a lista de participantes conectadas na sessão.

PADRÕES DE COLABORAÇÃO

O processo de um trabalho em grupo pode ser descrito na forma de um fluxo de tarefas. Em cada tarefa são identificados um ou mais padrões de colaboração, conforme exemplificado no processo representado na Figura acima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário